. DÓNDE SE ESTÁ HACIENDO LA ACTIVIDAD?

. ONDE SE ESTÁ PRODUZINDO A ATIVIDADE?

. WHERE IS THIS ACTIVITY BEING DONE?

logo ArkiPlay.jpg
logo ArkiPlay.jpg
primeira fase Mercado Amarante.jpg
primeira fase Mercado Amarante.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 14.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 14.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 18.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 18.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 17.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 17.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 16.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 16.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 15.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 15.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 10.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 10.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 13.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 13.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 11.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 11.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 06.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 06.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 05.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 05.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 07.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 07.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 03.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 03.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 01.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 01.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 04.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 04.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 03.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 03.jpg
Arkiplay_Escola_Covêlo_05.jpg
Arkiplay_Escola_Covêlo_05.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 02.jpg
Arkiplay_Mercado Amarante 02.jpg

Curativos Urbanos no Mercado Municipal de Amarante (Portugal)

 

ArkiPlay é um projeto que a empresa penas+villa arquitetos está a desenvolver há 2 anos. Tem como objetivo, facilitar o acesso à cultura através da arquitetura, chegando a todos os cidadãos pelas crianças. Neste projeto é partilhada a visão de um mundo onde cada cidadão atribui o devido valor à arquitetura, e sente o impacto desta na melhoria da sua qualidade de vida!

 

Na sua equipe estão Maria Teresa Penas, Claudia Goncalves, Márcia Santos, Matteo Villa, Tiago Ferreira, Mafalda Macedo, Miguel Chivarria, Bartira Ghoubar e Adalgisa Lopes. As fotos foram da responsabilidade de Jonathan Hyde Photography.

 

A ATIVIDADE

 

“Partilha o que sabes sobre o Mercado Municipal de Amarante e diz o que gostavas que ele tivesse para ser o melhor do Mundo!" – é com base neste desafio que a 02 e 09 de abril, os amarantinos, crianças e famílias, foram chamados a pensar e a partilhar ideias para um novo Mercado Municipal.

 

A atividade “Vem sonhar o nosso Mercado” tevedois momentos distintos. No dia 02 de abril, foi realizada a divulgação da atividade a desenvolver. O público foi abordado através do contacto direto na via pública e incentivado à participação imediata com a partilha de ideias, em formato de post-it, sobre uma imagem “em construção” do Mercado. Foi feito o apelo à inscrição na atividade do dia 09 de abril, como forma de dar continuidad precisou inscrição no posto de turismo da Amarante ou na recepção da autarquia. 

 

As atividadades que foram desenvolvidas baseiam-se na oficina “Curativos Urbanos by ArkiPlay”, onde os participantes são convidados a executar curativos (pensos rápidos) ou smilies à escala dos edifícios para classificarem e denunciarem o que é preciso melhorar. Evidencia-se assim a capacidade que cada um tem de agir sobre o que são as “feridas do Mercado Municipal de Amarante” para promover a sua “cura”, explorando o seu espaço através de um percurso livre e divertido.

 

Nesta fase, todo o Mercado, interior e exterior, foi utilizado para o desenrolar da atividade, documentando-se os percursos realizados através de um “mapa afetivo” de grupo. 

 

Depois do percurso, cada participante é convidado ainda a fazer um desenho ou escrever um breve texto sobre como gostaria de solucionar um dos locais que assinalou.

 

A iniciativa pretende colocar os participantes em contacto com a arquitetura do edifício do Mercado de Amarante, de uma forma lúdica e divertida, e desenvolver a capacidade crítica, a criatividade e a capacidade de intervenção, e alertando a todos para a responsabilidade que partilham na manutenção dos espaços públicos do seu município.

 

(texto via http://pumpkin.pt/)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“As crianças correspondem prontamente ao desafio, e são mais críticas e atentas do que muitas vezes podemos imaginar. Porque não têm o olhar distraído dos adultos. Um adulto não vai reparar numa mangueira que atravessa um jardim. Mas o Levi tinha razão. Uma mangueira é um obstáculo e um sinal de que o jardim não tem um sistema de irrigação adequado”, comenta Tiago Ferreira, um dos formadores da Arkiplay. 

 

O “curativo” que Manuel encontrou, e que está mesmo precisando de um hospital, foi uma lâmpada tombada e partida, em pleno jardim. Mas...surpresa! No segundo dia da atividade, o Departamento de Manutenção Urbana da Câmara Municipal do Porto já tinha arrumado, em quanto não era substituida por uma outra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

...E porque a cidade é um corpo de múltiplas dimensões, e porque há muitas feridas que é preciso curar, o Cidade Mais permite que adultos e crianças comecem a reparar mais nelas. Para depois atuar. 

 

Para ler matéria imprensa, aqui

 

 

OCARA Lab_propuesta 1 (desde Brasil)

 

ArkiPlay 

brinca com os CURATIVOS URBANOS

em PORTUGAL (2)